(11) 3258-5666

(11) 3255-4990

Blog - Urologia Geral Post New Entry

Quando é necessario a utilizacao de acetatode goserrelina para o tratamento do cancer de prostata Gleason 3 + 3

Posted by Dr Bruno Benigno on January 2, 2018 at 3:55 PM Comments comments (0)

Pergunta sobre Câncer de próstata

Tumor de próstata (Gleason 6, 3+3), sem metástase, após prostatectomia radical, é imprescindível o tratamento com acetato de gossorrelina, ou o paciente pode optar por exames periódicos e, se alterados, aí sim se submeter a um tratamento?

Olá,

Em geral, o tratamento com com acetado de Goserrelina é utilizado quando há a confirmação que o câncer de próstata disseminou para os glânglios linfáticos ou mesmo para outros órgãos distantes da próstata (como os óssos por exemplo).

Uma outra possibilidade para uso da medicação, é seu uso combinado com a radioterapia.

Contudo, no caso descrito na pergunta, por se tratar de um tumor de baixa agressividade e provavelmente com um PSA< 10 ng/dl, não há necesidade da aplicação da medicação juntamente com a radioterapia.

É importante deixar claro que existem outros fatores, como a idade, outros problemas de saúde e opção do paciente, que podem influenciar na escolha da melhor combinação de tratamentos.

Consulte um urologista para informações mais detalhadas.

Atenciosamente

Dr. Bruno Benigno

CRM SP 126265


www.institutosaudedaprostata.com.br


Tem 6 meses que retirei a prostata a incontinencia urinaria esta indo bem mais o desejo pelo sexo tambem mais o penis nao da sinal o que fazer?

Posted by Dr Bruno Benigno on December 29, 2017 at 7:25 AM Comments comments (0)

Tem 6 meses que retirei a próstata a incontinência urinária está indo bem mais o desejo pelo sexo também mais o pênis não dá sinal o que fazer?

Olá,

A recuperação da potência sexual segue um tempo variável após a cirurgia para o tratamento do câncer de próstata.

É importante passar por uma avaliação clínica, física e com exames laboratoriais. Além disso, as características da doença inicial, o estágio em que foi diagnosticada a o tipo de tratamento, são os fatores que mais influenciam na possibidade de recuperação completa.

 

Converse con seu urologista sobre todos os seus sintomas para melhores resultados.

 

Melhoras.

 

Dr. Bruno Benigno

CRM 126265

www.institutosaudedaprostata.com.br

Tenho cancer de prostata localmente avançado na vesicula seminal, fiz 37 seções de radioteapia, estou tomando hormonioterapia (Eligard), por dois anos. Meu eadio foi T3 N0, M0 e gleason 4+5(9), pois cinto alguns sintomas na virilha direita, passando pa

Posted by Dr Bruno Benigno on December 27, 2017 at 7:20 AM Comments comments (0)

Tenho cancer de prostata localmente avançado na vesicula seminal, fiz 37 seções de radioteapia, estou tomando hormonioterapia (Eligard), por dois anos. Meu eadio foi T3 N0, M0 e gleason 4+5(9), pois cinto alguns sintomas na virilha direita, passando para o femmo, pode ser inicio de metastase?

Resposta:

Olá,

Sua dúvida é muito importante.

Os ossos são o principal alvo de metástases do câncer de prostata. Dessa forma, todo urologista e oncologista seguem atentos ao surgimento de sintomas como dor nas costas e nas extremidades como sinais da sua presença.

Embora estas sintomas sejam importantes e podem indicar a existência de metástases, existem outros métodos de imagem com alto poder de detecção desses focos anormais de doença, antes mesmo do surgimento dos sintomas.

O exame mais utilizado pelos médicos para iniciar a procura por focos de metástase é o PSA no sangue.

Quando alterado, seu médico iniciará uma sequência de exames de imagem na procura de focos ativos da doença, como a cintilografia, ressonância ou PET CT.

Em sisuações pouco frequentes, uma metástase pode surgir mesmo com níveis muito baixos do PSA.

Procure seu urologista ou oncologista e os deixe informados sobre todos os seus sintomas.

Estamos à sua disposição

Atenciosamente 

Dr. Bruno Benigno

CRM SP 126265

www.instititosaudedaprostata.com.br

O que sao as calcificacoes no interior da prostata e qual o risco de cancer?

Posted by Dr Bruno Benigno on December 26, 2017 at 3:40 PM Comments comments (0)

Tenho 64 anos.Fiz a ultra-sonografia da próstata via trans-retal, e foi encontrado no exame:Textura prostática eco-refringente heterogênea por calcificação em glândula interna. Mede 4,2x4,2x4,7cm, peso 43 gramas.Impressão diagnostica:Calcificações Prostáticas. O que faço?

Olá,

Sua dúvida é muito frequente e pode ajudar muitos outros.

A próstata de todos os homens aumenta de volume com o passar dos anos de vida. Contudo, a velocidade com que esse fenomeno ocorre, assim como o volume final da glândula varia muito de homem para homem e é influenciado por fatoges genéticos a ambientais.

O volume de sua próstata parace adequado para sua idade e a textura da próstata ao ultrassom parace habitual.

Além disso, as calcificações no interior da próstata estão presentes em praticamente todos os homens e não representam um risco maior de ter ou não o câncer de próstata.

Mas é importante deixar claro que o ultrassom não é capaz de detectar a maioria dos casos de câncer de próstata.

Dessa forma, uma avaliação por um urologista é sempre necessária, através de um exame físico e a dosagem no sangue do PSA.

Atenciosamente


Dr. Bruno Benigno

CRM 126265


Para saber mais, visite:

www.institutosaudedaprostata.com.br

Fiz a retirada da prostata faz 18 meses e o psa esta aumentando, atualmente em 0,33 . Qual o melhor tratamento? A biopsia mostrou que o tumor nao foi invasivo.Tenho 49 anos.

Posted by Dr Bruno Benigno on December 19, 2017 at 5:10 PM Comments comments (0)

Fiz a retirada da prostata faz 18 meses e o psa esta aumentando, atualmente em 0,33 . Qual o melhor tratamento? A biopsia mostrou que o tumor nao foi invasivo.Tenho 49 anos.

Resposta

Olá.

O aumento do PSA significa que seu organismo tem algum grau de atividide bioquímica relacionada a próstata.

Por isso o termo recidiva bioquímica.

Essa recidiva pode ser local (na pelve) e/ou organismo (recidiva a distância).

Difícil comentar com detalhes tendo apenas a sua idade e sabendo que o tumor inicial foi retirado por completo, mas sendo tão jovem é muito provável que seu tratamento em algum momento envolva todas as modalidades disponíveis (cirurgia/radioterapia/hormonioterapia).

Tire mais dúvidas com seu urologista e boa sorte.

Dr. Bruno Benigno

CRM 126265

www.institutosaudedaprostata.com.br


Meu pai faz tratamento de radioterapia de câncer de próstata com gleason 7 e psa em torno de 10. Após 2 meses o psa continua o mesmo? O que pode ter acontecido?

Posted by Dr Bruno Benigno on December 10, 2017 at 2:10 PM Comments comments (0)

A radioterapia é uma das modalidades de tratamento mais utilizadas contra o câncer de próstata. A radiação administrada promove uma destruição lenta e gradual o tecido da próstata.

Os efeitos destrutivos e tóxicos da radioterapia podem agir no tecido da próstata por até dois anos. Durante esse período, é muito comum ocorrer flutuações dos níveis de PSA.

Dessa forma, enquanto a próstata ainda passa por um processo de destruição e inflamação, os níveis elevados de PSA podem não representar necessariamente um retorno da doença.

Nesta fase, o mais importante é uma avaliação regular, com visitas ao urologista a cada 3 ou 4 meses e a observação de possíveis sintomas como: dificuldade para urinar, sangramento na urina, ou mesmo a necessidade de ir várias vezes no banheiro em um intervalo muito curto de tempo.

Se esses sintomas ocorrerem o urologista está apto a controlá-los com medicações adequadas.

Atenciosamente

 

Dr Bruno benigno

CRM 126265

 

A avaliação dos resultados de qualidade de vida após o tratamento do câncer de próstata

Posted by Dr Bruno Benigno on October 11, 2017 at 12:10 AM Comments comments (1)

A avaliação dos resultados de qualidade de vida após o tratamento do câncer de próstata é uma medida útil tanto para homens portadores da doença quanto para os médicos. Essa análise comumente é feita através da aplicação de questionários específicos antes, durante e após o tratamento inicial.

Um estudo recente publicado na revista JAMA avaliou por aproximadamente dois anos 1000 homens portadores de câncer de próstata que foram submetidos a prostatectomia radioterapia ou optaram por vigilância ativa.

Os pesquisadores encontraram que os parâmetros de qualidade de vida foram significantemente menores nos primeiros dois anos para os homens que optaram pela cirurgia ou radioterapia.

Entretanto, após 24 meses do tratamento inicial avaliação mostrou que os índices de qualidade de vida entre os pacientes tratados e aqueles observados em protocolo de vigilância ativa foram semelhantes.

Esses dados são importantes para o aconselhamento inicial do homem diagnosticado com câncer de próstata e podem ser úteis para orientar a tomada de decisão sobre o melhor tratamento.


Antonio pergunta sobre câncer de próstata e Braquiterapia.

Posted by Dr Bruno Benigno on October 7, 2017 at 6:30 PM Comments comments (0)

Encontrei alguns videos do Dr. Bruno e achei muito sensato suas colocaçõeses referente ao tratamento do câncer de próstata. Fui diagnosticado há dois meses com câncer na próstata em fase inicial PSA 7,79 e Gleason 3+3. Estou muito indeciso em relação ao tratamento, pois tenho 46 anos, apesar de querer ficar curado, não gostaria de ficar impotente ou incontinente, Então gostaria de saber a opinião do Dr. Bruno em relação a Braquiterapia para o meu caso, se os riscos de sequelas realmente são menores que a prostatectomia? Desde já agradeço a atenção.


Olá Antonio, Obrigado pelo seu contato.

O câncer de próstata é uma doença de comportamentos variados podendo se manifestar desde formas de crescimento lento até quadros com progressão de doença em um curto intervalo de tempo.

Câncer de próstata acostuma surgir em homens com mais de 65 anos e é considerado raro em homens abaixo de 50 anos.

Para a escolha do melhor tratamento levamos em consideração a expectativa de vida do homem assim como as características de agressividade da doença.

No seu caso um homem de 46 anos com doença provavelmente localizada na próstata e de baixa agressividade, Existem várias estratégias que podemos seguir como opção de tratamento.

A vigilância ativa e o tratamento com a cirurgia são as duas principais alternativas no seu caso. Para definir a melhor estratégia é preciso ter uma avaliação médica completa assim como uma avaliação minuciosa de todos os seus exames.

A braquiterapia é um tipo de radioterapia onde pequenas sementes do tamanho de um grão de arroz são introduzidas no tecido da próstata sob anestesia que levaram a uma destruição do tecido da glândula e dos focos de doença no seu interior.

Tratamento com radioterapia não é uma boa opção para homens jovens com expectativa de vida maior que 20 anos uma vez que podem Levar a efeitos colaterais irreversíveis e de difícil controle mesmo quinze a vinte anos após a radioterapia.

Além disso existe um risco teórico do surgimento de um novo câncer em decorrência da radioterapia utilizada na próstata.

O outro ponto que fala contra a braquiterapia é que na eventualidade do câncer de próstata retornar à atividade no futuro o tratamento com a cirurgia é uma opção Tecnicamente difícil e com risco elevado de complicações severas.

De resumo entendo que você não é um bom candidato para radioterapia e tem como principais opções a vigilância ativa ou o tratamento cirúrgico.

Caso opte pelo tratamento cirúrgico a técnica minimamente invasivas com a utilização de robótica é Audição com os menores riscos de incontinência urinária e impotência sexual.

Fique à vontade para agendar uma consulta médica se for do seu interesse.

Telefone 011-3258-5666

www.consulteumurologista.com

 

Marcelo pergunta: "De alguma forma da para saber onde estao as celulas que sobraram do cancer de prostata de pois da cirurgia pelo valor do psa?"

Posted by Dr Bruno Benigno on October 1, 2017 at 9:30 PM Comments comments (0)

A elevação anormal do PSA após a cirurgia não é suficiente para localizar os possíveis focos de doença em atividade. Entretanto, serve como um sinalizador para a equipe médica da necessidade de exames de alta resolução para a localização dos focos anormais. Exames como a cintilografia óssea, ressonância magnética, PET-CT com contrastes ultra-específicos para identificar o tecido prostático, podem ser utilizados.

Para mais, visite:

www.cancerdeprostatasp.com.br

Atenciosamente

Dr. Bruno Benigno

CRM 126265

Arnaldo pergunta:"O cancer de prostata avançado no osso cresce rapido ou devagar?"

Posted by Dr Bruno Benigno on September 30, 2017 at 9:30 PM Comments comments (0)

 


A velocidade de crescimento das metástases para os ossos depende da resposta aos bloqueadores de testosterona e da agressividade própria do câncer. Nos casos onde o bloqueio hormonal não é suficiente para lentificar a progressão das lesões (devido a um mecanismo de resistência desenvolvido pela própria doença) as lesões tendem a crescer rápido e comprometem outros órgãos. Nesta situação, comumente a quimioterapia pode ser uma ferramenta útil na luta contra o câncer de próstata avançado.

Para mais visite:

www.cancerdeprostatasp.com.br

Atenciosamente

Dr.Bruno Beningo

CRM 126265